Como vai ser andar de carro no Futuro?

BENFICA x DORTMUND LIDEROU AUDIÊNCIAS DA SEMANA
20 Fevereiro, 2017
Ranking Netscope – Janeiro 2017
24 Fevereiro, 2017
Como vai ser andar de carro no Futuro?

As crianças que hoje têm cinco anos alguma vez chegarão a guiar um carro? Daqui a 13 anos, quando fizerem 18, ainda haverá carta de condução? Os carros auto-dirigidos estarão omnipresentes em 2032? A probabilidade de isto acontecer assim é muito grande, mas é provável que ainda haja, durante algum período transitório, algumas pessoas que prefiram ter carta e guiar um carro; e é também provável que essas pessoas possam ser olhadas de forma estranha por todos aqueles que dirão ser mais seguro afastar os seres humanos da condução automóvel e entregar o assunto a máquinas. O mundo à nossa volta está a mudar de forma acelerada e esta transformação no transporte privado tem consequências na comunicação: se as pessoas não estão a guiar, podem estar a ler em dispositivos móveis. A indicação do sítio exacto onde estão pode ser aproveitada para as pessoas serem impactadas com promoções em lojas próximas, por sugestões de locais a visitar numa futura oportunidade, por envio de menus especiais de cafés e restaurantes da vizinhança. A deslocação em veículos privados de condução automática vai ser um dos mais relevantes pontos de contacto entre marcas e consumidores num futuro já muito próximo.

Mas há outras consequências: as companhias de seguros poderão por exemplo bonificar aquelas pessoas que escolhem percursos mais seguros; e,  na eventualidade de um acidente, as câmeras das viaturas envolvidas comunicarão directamente com as companhias de seguros e farão um relatório automático da ocorrência. Os carros auto-dirigidos serão mais uma fonte de dados sobre os nossos hábitos e registarão todos os movimentos que fizermos. os transportes de mercadorias serão também auto-dirigidos e evitarão as horas de ponta; serviços de transporte de passageiros, como a Uber, deixarão de ter motoristas e os seus veículos serão uma central de recolha de informações sobre os passageiros transportados, assim como uma montra por excelência para as marcas. Na Nova Expressāo, é para este mundo que nos estamos a preparar. Para que as marcas com que trabalhamos encontrem as pessoas com quem querem comunicar.

 (Publicado originalmente na revista EXECUTIVE DIGEST de Fevereiro, na página “Tendências”)